O que é CMV e como calcular?

Saiba o que é CMV, o indicador financeiro Custo da Mercadoria Vendida, colocando-o na sua rotina. Aprenda a calcular corretamente!

O que é CMV? O Custo da Mercadoria Vendida (CMV) é uma métrica importante para calcular o quanto você gasta com mercadorias que compõem o estoque, além do gasto com transporte, armazenagem, entre outros itens comuns à rotina de produção. 

Calcular o CMV é uma tarefa necessária e simples que irá te ajudar a precificar melhor os seus produtos, além de ter uma visão mais completa das suas finanças. O levantamento de dados presente nesse tipo de custo revela informações sobre os processos da sua empresa, permitindo agir de forma direcionada. 

Os custos da sua produção também são um importante ponto que este indicador ajuda a entender, melhorando a administração geral. Ao entender sobre custos, é possível remanejar recursos e fazer investimentos em locais com menos produtividade.  

Para pôr em prática o cálculo do CMV, é preciso manter-se informado. Neste conteúdo, você terá acesso à definição do Custo da Mercadoria Vendida, vai descobrir por que é indispensável calculá-lo e como fazer, com base em estratégias que visem maior agilidade e integração. Boa leitura!‍

O que é CMV?

O CMV é um importante indicador que faz toda a diferença para as análises financeiras de uma empresa. Ele compreende todos os custos necessários para produzir e armazenar um determinado item até que ele seja vendido a um cliente. 

Na prática, isso significa o custo, em números, de recursos, financeiros e de pessoal, que estão envolvidos na manutenção dos itens a serem comercializados. A base para calcular esse valor é levar em consideração o tipo de mercadoria e que cuidados ela exige.

Por exemplo, imagine que você produza o seu produto final (mais comum em indústrias) ou precise comprar e estocar uma grande parte dele. Isso gera gastos aos seu negócio, que devem fazer parte do valor total da venda. 

Resumidamente, o CMV são os gastos com a produção ou compra dos itens do seu produto final e te ajuda a entender o quanto foi lucrado com a transação comercial. Ou seja, aquilo que te sobrou de lucro após retirar os custos de produção/compra de matérias-primas.

O dinheiro pago pelo seu cliente configura seu faturamento. Este vem após todo o fluxo de prestação de serviços e se baseia, justamente, no cálculo do CMV, um indicador que aponta o valor justo de ganho, com base nos gastos envolvidos em todo processo. 

Para que serve o CMV?

O CMV serve como base para saber se uma empresa está com uma boa margem de lucro. Ao subtrair o valor gasto com a obtenção e produção de um produto final em relação ao valor que é cobrado por ele, é chegado ao lucro bruto. 

Mas, se esse indicador não resultar em um valor rentável, você pode utilizá-lo para fazer um reajuste no preço cobrado pelos serviços, considerando, evidentemente, a margem de valores do segmento em que está inserido. 

O indicador financeiro é mais adequado para aqueles estabelecimentos que operam com valores próximos de um custo padrão, isto é, sem variações consideráveis em diferentes períodos do ano e produção. 

É importante destacar, ainda, que para calcular o CMV é preciso fazer uma boa gestão de estoques. Isso significa que o que está estocado precisa ser registrado, de preferência, em um sistema de gestão empresarial ERP. 

O CMV também é um ótimo parâmetro para entender o quanto cobrar pelas suas mercadorias e margem de contribuição dos produtos para o pagamento das despesas do negócio, de um modo geral.

Ele pode ser utilizado como parâmetro para busca do lucro bruto ideal, principalmente, quando comparado ao CMV médio de mercado. Esse elemento dá uma vantagem para concorrentes despreparados, uma vez que precificar incorretamente seus serviços pode prejudicar os ganhos, seja por atrair clientes por um baixo custo, ou o contrário.

Entenda como funciona o CMV

Após conhecer um pouco mais sobre essa métrica, chegou a hora de entender o seu funcionamento. Se você chegou até aqui, provavelmente, deve estar convencido da importância dela para o financeiro dos negócios.

Conforme mencionamos rapidamente, o CMV está diretamente ligado com a gestão de estoques, o que inclui quantidade, gasto, entre outras variáveis. 

É extremamente necessário entender esses gastos para saber o seu lucro bruto, que, vale destacar, não é a sobra de todo o processo. Dele ainda devem ser retirados os gastos com impostos e outras despesas fixas e variáveis, para se chegar ao lucro líquido.

O cálculo pode considerar um valor por produto unitário, um percentual de faturamento ou valor geral para ser apurado a cada mês ou período determinado. Confira!

Como calcular o CMV?

Existem diversos tipos de cálculos de CMV, porém, o mais comum está compreendido na fórmula:

  • CMV = EI + C – EF.

Onde:

  • EI: estoque inicial;
  • C: compras realizadas no período analisado;
  • EF: estoque final.

Por exemplo, se o cálculo se referir a um mês que tenha iniciado com 10.000 em mercadorias no estoque, porém, ao longo do período, adquiriu mais 6.000 e ficou com 8.000 em estoque. Ao aplicar a fórmula, tem-se os valores:

  • CMV = 10.000 + 6.000 – 8.000;
  • CMV = 8.000.

Agora, precisamos chegar ao lucro bruto:

  • LB = vendas – CMV.

Suponhamos que tenha faturado R$15.000,00 no mês referente:

  • LB = R$ 15.000,00 – R$ 8.000,00
  • LB = R$ 7.000.00

Assim, o seu lucro bruto foi de R$ 7.000, sem a dedução de despesas fixas e variáveis. 

Existem, ainda, o CMV por produto e CMV por faturamento, que funcionam assim: CMV por produto – é calculado por um tipo de produto unitário. Digamos que você trabalhe com um food truck e um dos produtos é o refrigerante.  Neste caso, a fórmula deve ser aplicada a este produto em específico, veja:

  • CMV = R$ 500 + R$ 300 – R$ 200;
  • CMV = R$ 600.

Agora, é preciso calcular o LB:

  • LB = vendas – CMV;
  • LB = R$ 2.000 – R$ 600;
  • LB = R$ 1.400.

Isso quer dizer que o seu LB foi de R$ 1.400 com a venda de refrigerantes.

Outra forma de calcular o CMV é por faturamento. Aqui devemos calcular o percentual médio de custos sob a quantidade de notas fiscais emitidas no período (seu faturamento).

Uma boa opção de calcular isso é conhecer o seu custo fixo, dividir esse valor pelo faturamento e multiplicar por 100. Por exemplo, se você fatura em média R$ 30 mil em determinado mês e tem R$ 2 mil como custo médio (1.500/30.000 x 100), terá 5% de custo percentual.

Tenha um relatório de CMV completo com o sistema ERP Servinn

Para realizar o cálculo do seu CMV com mais facilidade, existem sistemas de gestão empresarial completos, como o ERP Servinn. Essa ferramenta traz o melhor da tecnologia para o dia a dia do seu negócio, combinando uma gestão eficiente à integração.

A Servinn, além de integrar as diversas áreas da sua empresa, permite que você visualize um relatório completo de Custo de Mercadoria (ou produto) Vendida e realize apurações com mais estratégia. 

O ERP oferece o total controle do seu estoque ao otimizar a entrada e saída de produtos em estoque, de forma automatizada e com recursos simples. Isso dá aos negócios a possibilidade de calcular com mais facilidade o CMV, garantindo encontrar a melhor precificação e margem para a sustentação de empresas de diversos segmentos. 

Também é possível planejar as suas próximas compras de produtos ou matérias-primas com mais eficiência, sem deixar faltar estoque ou exagerar na quantidade.

CMV: indicador financeiro essencial para os negócios

Neste artigo, você pôde compreender que o CMV não pode, de forma alguma, ficar de fora das suas análises financeiras. O indicador é essencial para entender melhor como precificar os seus produtos e, consequentemente, obter um lucro mais satisfatório com o objetivo de sustentação do negócio. 

Além disso, aprendeu como calculá-lo de forma correta, com exemplos que demonstram seus benefícios e capacidade de levantar dados importantes para planejar o foco dos seus serviços e atuação. Se você ainda não utiliza esse cálculo na sua rotina financeira, considere adicioná-lo nos próximos meses. 

Com a tecnologia, é possível inovar, garantir qualidade e ainda contar com serviços automatizados, essenciais para ganhar tempo e focar em áreas estratégicas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo